27.7.06

no Rotas







Gente de todo o mundo:

maisrotas 017a

da Holanda e da Finlândia

maisrotas18a

da Holanda

maisrotas 010a

maisrotas 007a

do resto do país

fazem deste espaço uma confluência de rotas diversas. Mais do que isso: uma oportunidade de aprendizagem. Este lugar não é um mero restaurante mas sim um centro cultural para onde aflui cultura e onde se produz cultura, começando pela comida.
Provavelmente no próximo domingo, teremos comida indiana e uma exposição de fotografias tiradas na Índia pela Ana. A Joana irá contar histórias. Novos pormenores amanhã.

26.7.06

Simpática referência...

Do filósofo Manuel Melo Bento ao Rotas: "Na minha viagem pelos blogues encontrei um texto muito giro em http://rotasilhas.blogspot.com . Eis uma frase que dele retirei: “Como é sabido, uma boa ou um bom profissional de acompanhamento age como se fosse um vegetal.” posted by Mário Roberto. Rotasilhas é um blogue físico, isto é, também um lugar sacrossanto dos vegetarianos. Fui lá à tarde. Nunca tinha entrado num restaurante vegetariano. Fi-lo como sexagenário quase septuagenário. Não sou vegetariano mas bem preciso sê-lo. Da minha pança para baixo às vezes nem os sapatos consigo ver. Provei um pudim de abóbora com manga e reguei-o com um bom fresquinho. Coisa boa! Vou pensar em dar a volta à carne que é só o que como. Eu nem gosto de peixe!Talvez me torne vegetal para vir a ser boa companhia.

manuelmelobento
in
www.azorpress.blogspot.com

Não paramos...vira vira vira!!!

sombra

rtssaturated


telefone

Para amanhã temos já uma reserva de dezassete pessoas (para o jantar)from abroad e vamos dar o pequeno almoço (primeiro de uma semana) a participantes duma intensiva de ioga. Ainda assim ficamos à espera que apareçam mais pessoas. São todas benvindas...desde que haja lugar para vos sentarmos.

25.7.06

Rija no Rotas









Watch the Video

Festa espontânea mas rija no Rotas. Teresa Gentil, compositora e música, Eva (italiana com ascendência na Tanzânia) professora de guitarra, Maria Simões, actriz e uma espanhola simpática até dizer chega mas de quem não me lembro o nome, compõem o núcleo duro d' As Descalças ( a Eva está cá só de férias), gente dedicada às artes performativas ( se for asneira corrijam-me)com quem estamos(grupo Ri-te Rita)a estabelecer uma, espero, frutuosa parceria. A Teresa fazia anos e a Eva trouxe a guitarra. O João Luís Macedo também fez o gosto ao dedo. A Melina era igualmente aniversariante, com direito a bolo mas estava noutro grupo, noutra mesa. Ainda noutra mesa um grupo de senhoras espanholas. Uma delas, a Luz, também fazia anos. No fim todos comeram o bolo da Melina. O Rotas no seu melhor.Vejam o filme.

24.7.06

Vamos conhecer melhor

setecidadesggg

E aqui vai um aspecto do trabalho da Kate. Para conhecê-lo melhor é consultar www.domaindecor.co.uk

Para contactos com o trabalho dos djs N3XU5 e Fun_ Gaz podem ir a www.N3XU5.net / www.SinRecords.com e a www.QuarkAgency.com / www.SwingMusicAgency.com / www.AstrologicCreations.org )

Clic

P7200041a

Os djs N3XU5 e Fun Gaz e a decoradora inglesa Kate Ashley responsável pelo visual da grande rave das Sete Cidades (Fractal Species & Synergic Minds Party) estiveram a jantar no Rotas. A Kate é vegetariana daí que o bife da Associação Agrícola fosse logo posto de parte. Ainda bem, porque passamos uma bela noite de cavaqueira.

maltaespanhadjs

Depois como manda a boa tradição do Rotas a malta da rave juntou-se aos ocupantes(espanhois e portugueses) das outras mesas para um clic.

22.7.06

Lemas há muitos



Privilegiamos no Rotas o contacto com os amigos que por acaso podem ser clientes ou com os clientes que por acaso podem ser amigos. Não há aqui(estou sempre a dizer isso)mãozinha atrás das costas e conduta subserviente. Informalidade com respeito poderia ser o nosso lema se tivéssemos um lema, mas como temos vários lemas...

21.7.06

Momentos

da vida do Rotas




P1010983a

Alguns dos nossos almoçadores mais assíduos - o Alfredo( passa mais tempo no Rotas do que na casa dos pais),o Paulo e um mocinho de cujo nome já não me lembro


P1010998a

Dos jantaradores destaco a finlandesa Sari e a açoriana Nina.




P1011000a


A Catarina com o seu roupeiro portátil. Aquela malinha leva mais roupa que a loja das Chitas e o Parque Atlântico juntos.

18.7.06

Gostamos de vos receber

fotoscatarina 010pb

e não estamos a falar de dinheiro. Referimo-nos a seres humanos. Conhecemos hoje a Nina que trabalha na aviação civil e a Suzana que veio do continente vender óculos. Não se cruzaram fisicamente no Rotas por pouco, nada têm a ver uma com a outra, mas se se tivessem conhecido aqui teriam conversado animadamente como duas velhas amigas. É este o espírito do Rotas.

Em vez disso a Suzana esteve à conversa com o Paulo Andrade.

Porque nós amamos o Rotas

fotoscatarina 022aa

Façam como nós

16.7.06

Estão a voltar

ftrotas1

Surpreende-nos a grande aceitação que a comida vegetariana está a experimentar. Há que ter em conta a curiosidade inicial é verdade,e isso explicaria esta corrida ao Rotas. Contudo já há clientes que voltaram repetidamente à Pedro Homem o que é bem mais significativo.

rotasfts2

rotasfts3

15.7.06

Reservar é preciso


Ontem o Rotas transbordou. Três reservas fizeram a lotação esgotar e só conseguimos disponibilizar uns quatro lugares a mais. Tivemos, com grande pena nossa, de recusar cerca de quinze jantares. Portanto só nos resta recorrer permanentemente ao sistema de reservas. Como o nosso telefone fixo ainda não funciona (não é o único aparelho a não funcionar)aqui vão dois nºs para os quais poderão ligar se quiserem reservar lugar:

965778747 - Mário
ou
965892555 - Catarina

13.7.06

A noite do terceiro dia






O Rotas na sua terceira noite como restaurante vegetariano. O piqueno está a portar-se bem.

11.7.06

Discurso do Secretário Regional da Hotelaria e Actividades Conexas

Exmºos srs proprietários, desta magnífica sede da nova empresa de acompanhantes da nossa região, meus senhores e minhas senhoras

Neste momento de profunda alegria para todos, cumpre-me a grata tarefa de proferir umas breves palavras sobre a importância de iniciativas do género para o desenvolvimento da nossa região.



Desde tempos imemoriais as pessoas precisam de estar acompanhadas. É uma necessidade básica até para os mais solitários que acabam por arranjar um gato ou um cão para acompanhante e até em certos casos um tamagochi ou uma boneca insuflável.

Mas isto deixou de ser necessário. O açoriano já não vai ter de se preocupar com as pulgas e carraças dos seus animais de estimação, nem de levar pouco a pouco com o apito irritante do tamagochi, muito menos ir encher os seios mais flácidos da boneca à estação de serviço mais próxima. Em boa hora os digníssimos proprietários desta casa, decidiram dotar a região dum serviço de acompanhantes e fizeram-no duma forma sóbria e nada ostensiva. Por exemplo como poderão verificar na faixa que se encontra no exterior deste edifício nem há a mínima alusão ao serviço de acompanhantes. A discrição parece ser a máxima utilizada por esta empresa. Em vez da menção directa à sua actuividade, optaram por apenas colocar lá : comida vegetariana. E porquê? Como é sabido, uma boa ou bom profissional de acompanhamento age como se fosse um vegetal. Nada de emoções verdadeiras, tudo se faz na melhor tradição da simulação. Pode simular ser uma fogosa e sensual mulher quando na verdade não passa duma batata grelada ou duma beringela a cair de madura. E pode parecer um homem másculo e possante quando na verdade não passa dum pepino engelhado.

Depois esta empresa promove a aproximação entre os povos. Destas quatro paredes não será difícil ver sair e entrar pessoas doutros credos e tradições – gente que veio da zona lusófona da América do sul, de África e do leste europeu e que, a partir daqui hão-de ir fazendo as pessoas mais felizes. Está bem que Portugal não ganhou o campeonato do mundo nos relvados mas é campeão nas empresas como esta, cuja mão de obra provém dos quatro cantos do mundo.


O governo a que pertenço defende a iniciativa privada como motor de desenvolvimento desta região. Este empreendimento só foi possível graças à vontade férrea dum homem que contra tudo e contra todos os pedreiros, carpinteiros, pintores que lhe aconselhavam soluções para a recuperação desta peça valiosa do património arquitectónico da região , disse NÃO, avançando com as suas geniais ideias que revolucionaram o mundo da construção civil, dispersas em singulares desenhos por folhas e mais folhas usadas de lixa e pedaços de madeira, que a seu tempo serão compilados num único volume e comentados pelo autor, para deleite dos estudiosos. João Pacheco de Melo é este homem de vontade indómita, um autêntico moinho de vento de grandes pás e de maiores passos com um coração de tamanho incalculável que tem despertado a curiosidade de cientistas de todo o mundo precisamente pelo tamanho do seu coração, muito difícil de encontrar num só ser humano.

Peço uma salva de palmas para este senhor, claro que isto não é muito protocolar mas vamos abrir uma excepção. Não sei se este senhor se encontra presente...mas

10.7.06

O Rotas foi inaugurado

e hoje pelo meio dia já pode provar a comida confeccionada pelo chefe Ricardo e pelo ajudante Ademar. Quem já provou garante que é excepcional.





Já está


7.7.06

Devagarinho, devagarinho...

lá chegou o caracol...



Amanhã, a partir das 21h o caracol já recebe os amigos no remoçado Rotas da Ilha Verde.

4.7.06

Ou vai ou racha

convite


Eu já tinha dito que estava muito perto mas desta vez ou vai ou racha. O pior é se racha mesmo...não, não racha a avaliar pelas vigas que aquilo levou em todo o lado...só se o abalo de terra for daqueles maldosos e mal intencionados. O Rotas ( o novo Rotas está (quase) pronto a ser estreado. E vamos contar com os amigos e clientes habituais que também já são amigos e com as pessoas que não sendo nem uma coisa nem outra também podem lá ir no Sábado, 8, a partir das 21h. Estamos por lá p'lo sim e p'lo não.
Como gostávamos de mandar convite a todos mas só não é possível porque optamos por fazê-lo por e-mail (mais rápido embora menos bonito - a nossa filosofia não é esta mas teve de ser senão só começávamos no próximo ano)mas como não conseguimos o endereço electrónico de muitos amigos, aqui vai um convite geral para quem quiser aparecer.