18.3.05

Este guarda chuva/sol não sai do seu lugar faça sol ou faça chuva. Uma vez saíu porque um cliente o raptou alegando que era seu. Se fosse seu não seria um rapto mas afinal o chapéu de chuva/sol era propriedade do João Pacheco de Melo, de modo que o polícia preferido do João(o que lhe passou maior número de multas de estacionamento) esteve quase a ser chamado para deslindar o crime. Felizmente tudo acabou em bem. quintartainhas 031a

6 comentários:

Gado Bravo disse...

Não me dou com essas coisas, perco-os todos. O único que não perdi porque sei onde está... está no café em frente á universidade à meses (nada de ir roubar!).

João Pacheco de Melo disse...

"Eh querido" - salvo seja!!!!!! -, este guarda chuva sai daí. Sai sempre que eu estou por aí e está chovendo. É que, ao contrário dos "meus amigos" das multas, eu em Ponta Delgada, só ando a pé!
(neste blog falta as caretas; aqui vai uma a piscar o olho)

Gado Bravo disse...

O JPM e as suas caretas, hehe.

dinorah disse...

Já é Primavera!! Feliz dia ao pessoal do Rotas!!
beijo

MRob disse...

merci, Dinorah, mas a Primavera cá pelos Açores não anda "nos trincos"
Beijo

dinorah disse...

Passei por aqui, muito rapidinho, só para vos dizer:

BALAMENTOS!!

hihihihi
beijos, boa Páscoa!